Figueira Rubaiyat: a árvore não tem preço

Figueira-rubayat

Era dia dos namorados e eu queria levar a minha kerida para algum lugar bacana… Tentamos ir ao Aizome mas nos barraram (educadamente, é claro) pois aquele dia só estavam aceitando reservas (eu devia ter pensado melhor, o lugar é nanico) e, como já estávamos pros lados da Paulista, acabamos caindo no “clichê figueira”.

Já preparados emocionalmente para uma fila gigantesca nos surpreendemos com a rapidez em que conseguimos sentar: ficamos menos de 15 minutos nas mesinhas de espera ao lado do piano, nem consegui tomar meu whisky (chivas 12, R$ 17,50) ou me empanturrar com a batatinha e frutas secas da entradinha (que é de graça!).

Sentamos no deck ao lado da figueira e até pedi para o garçom postar meu lugar ao lado da kerida ao invés de sentar de frente para curtimos melhor o ambiente que, apesar da noite fria, estava até meio quente d+ devido os aquecedores. O couvert (R$ 19,50 por pessoa) chegou rápido e achei meio fraco, pois veio salmão defumado (que não sou muito fã), um peixe marinado, abobrinha grelhada com azeite, tomate seco, etc… Pra variar só o pão de queijo salvou (adoro o pão de queijo do grupo Rubayat, até pedi mais uma porção hehe).

De prato principal eu pedi um caixote de crustáceos (R$ 95,00) que veio muito bom com tudo feito no ponto certo: camarão pistolão, lagostim, lagosta e vieira grelhados com risoto. O tempero a base de ervas e alho que vem no camarão e no lagostim muito me apetece, tudo servido na cumbuca de ferro pelando protegida por uma outra de madeira para vc tentar “se queimar menos” hehehe.

Minha querida foi de Tagliatelle ao frutos do mar (R$ 65,00) cuja massa estava ao dente e tempero certinho recheado de camarões. O único defeito pra mim eram os aliches (eu realmente não suporte aliche) que povoavam razoavelmente o prato.

Pra fechar a comilança pedi um café (R$ 5,90, nespresso) que como em todos os outros restaurantes Rubaiyat, veio acompanhado pela bandeijinha-mágica-de-docinhos, com dois de cada: trufa, doce de leite, mini-brownie, cockie, gengibre e laranja cristalizados que cercam um belo “cembe” (não sei o nome, mas parece aquele biscoito japa a base de amendoim). Ou seja, o “café” consegue substituir a sobremesa fácil-fácil.

Pitacos:
– Ótimo lugar para levar um date: ambiente e atendimento sempre impecáveis primando pelo nome da cadeia Rubaiyat.
– Dispense o couvert e curta alguma entrada como ostras frescas ou alguma salada.
– Fui só 3 vezes no Figueira mas parece que o cardápio muda as vezes mas mantém as especialidades. Dá até para apreciar um Master Beff (R$ 85,00) que vem do mesmo jeito ogro que o Rubaiyat da Santos oferece – pediram na mesa ao lado e a acompanhante do ogro ficou rindo hehe.
– Se for pedir vinho esteja preparado para soltar uns R$ 100,00 a mais por alguma garrafa boa (todos elogiam muito a carta de vinhos da rede).
– No verão eles serviam de couvert umas sopinhas geladas, no inverno deveriam fazer algo do gênero…

Endereço: Rua Hadock Lobo 1738. Tel: 3087-1399

Mais lugares para impressionar:

Maní
Shintori
Skye
Thaï Gardens

Anúncios

, , , ,

  1. #1 por Luciana em junho 15, 2009 - 09:07

    O que esse cara milionário tá fazendo aqui no Tô com fome? Ele só vai em lugares carésimos com a sua kerida. Lugares onde eu jamais poderei ir. Cadê o velho e bom espírito do Tô com fome de lugares onde você paga o menos que puder e come o máximo que puder?

    • #2 por Seiji - vaiquevai em junho 15, 2009 - 10:52

      Não tem nada de milionário… Você não gasta R$300,00 em uma calça? Qual o problema em comer em um lugar bacana as vezes? E, pra vc que fala que nunca conseguiria ir em “lugar de milionário”, é só não pedir couvert e não pedir vinho que muito restaurante de 4 cifrões da vejinha ficam bem acessíveis.

      E aproveitando, conheça mais sobre restaurantes japoneses clicando aqui!

      • #3 por Luciana em junho 19, 2009 - 11:27

        Não!!! Eu não gasto 300 reais numa calça de jeito nenhum!!!

    • #4 por Samuel em junho 22, 2009 - 19:32

      Luciana, voce tem toda a razao. Nos temos mesmo que ir um pouco mais para as nossas origens. Incluindo lugares mais baratos. Nao se preocupe, o pobrao aqui volta em breve de ferias.. haha.

  2. #5 por Estelis em junho 15, 2009 - 09:40

    uahuhaua. Pior eh que ele nao é milionário! Mas gosta de comer bem!
    Mas eu acho que esses posts “de rico” são até bons p/ galera saber qto se gastaria num lugar assim para ir em ocasiões especiais.
    Acho q tem lugares no mundo que a gente acha que é tão caro, mas no fim das contas nem é tããão impossivel assim.
    E não se preocupe, as dicas de pobres comendo no dia-a-dia sempre existirão. =)

  3. #6 por J u em junho 15, 2009 - 10:02

    sim, as dicas de pobre sempre existirão… eu ainda escrevo aqui, hauahaua.

  4. #7 por deboraH em junho 28, 2009 - 23:22

    gostei da dica, vou pedir esse caixote de crustaceos na proxima… eh bom conhecer uns lugares pra comemoracoes especiais ! muito bom pessoal!

  5. #8 por Vitor em março 21, 2012 - 19:32

    Dica de pobre…coma só o couvert do Figueira!
    O couvert é fantástico! É sério.
    Vc q é fresco, pq é de longe o melhor couvert q já comi.

  6. #9 por Anya em setembro 21, 2012 - 12:30

    Eu sou pão-dura… só como em lugares baratos.. mas baratos mesmo… sou do tipo que curte um PF.. kkkk… Mas esse post me ajudou muito pq uma vez por ano, eu e meu marido vamos a lugares caros para comemorar niver de casamento. Já gastamos 400,00 no Terraço Italia e uns 250,00 no Famiglia Mancini… este ano vamos no Figueira Rubayat. Com certeza vou recusar o couvert, estava na duvida se podia fazer isso sem passar vergonha…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: