Arquivo para categoria Alemã

Bar do Alemão e sua parmegiana gigante!

Bom, pessoal, o Bar do Alemão é mais um candidato à disputa da melhor parmegiana de São Paulo. Na verdade, o restaurante nasceu em Itu, mas como já tem representação na cidade, podemos incluí-lo na competição tb.
Para honrar suas origens, a parmegiana é gigaaaaaaante.
Na última visita, estávamos em 5. Pedimos a grande (R$ 131,00) que, no cardápio, diz atender exatamente 5 pessoas. De acompanhamento, só vem arroz. Se quiser batata, tem que pedir a parte. Recomendo as batatas gomo.
Pois bem, faltou comida (para os 3 homens da mesa)! Rendeu um prato como o da foto abaixo para cada um e ainda sobrou um rabinho de carne, mas como o olho é sempre maior que a barriga (até dos japoneses), quiseram mais.
Então, pedimos a versão mini, achaaaando que era o ideal, afinal, é mini. Bom, resumindo, a mini servia mais 5 pessoas, sem exagero… quer dizer, com exagero sim, é grande demais! Até perguntamos se não tinha vindo errado.
O bife é animal, claro, mas a verdade é que eu acho que quanto menor o bife, melhor deve ser. Sei lá, deve ter mais sabor, pegar mais tempero, ficar mais uniforme. Uma coisa é certa, a mini veio mais quente.
Estava olhando para as outras mesas e a versão individual (R$ 44,00) já serve 2 pessoas, sério. Talvez tenha que completar a barriga com alguma outra coisinha, mas já dá.
No final das contas, eu não sei se é a melhor, mas deve ser a maior parmegiana de São Paulo.
Dessa vez, fui ao Alemão da Granja Viana. O lugar estava cheio, mas não insuportável. Havia feito reserva, então não tive problemas.
Aproveite o feriado para conhecer!

Bar do AlemãoRod. Raposo Tavares, km 22,30 (dentro do The Square Open Mall)
Av. Juriti, 651 – Moema

As outras parmegianas no páreo:
Degas
Baronesa

Anúncios

, , , ,

9 Comentários

Comida alemã ou brasileira? Ah, ataque as duas!

A alguns minutos de Itu, 100 km de São Paulo, fica o Família Von Strudel, um restaurante mega agradável que oferece buffet de comida brasileira e alemã no fogão a lenha, por R$ 38,90. Parece caro? Talvez, ainda mais se vc contar com pedágio, gasolina etc. Mas a comida é incrível e, claro, vc pode comer até cair.
O legal é curtir a mini viagem, dar um rolê no centrinho de Itu, pegar uma mesa legal no restaurante, aproveitar o ambiente casa-de-sítio-com-muito-verde e atacar! O preço inclui buffet de saladas, pratos quentes e sobremesas.
Vamos pular para os pratos quentes e doces, que são os diferenciais da casa. Como é impossível decidir entre comida alemã e brasileira, o negócio é misturar banana a milanesa com joelho de porco mesmo, haha.
Tem de tudo. Da cozinha alemã: eisbein, carne com páprica, salsichões, purê de maçã, chucrute etc. Da brasileira: tutu, couve, pernil, frango assado e por aí vai. Tinha até nhoque recheado e umas friturinhas básicas, tipo batata e bolinho de arroz.
Na mesa de sobremesas, a mesma indecisão do mundo. Doce de abóbora, pudim, torta de banana com chocolate (incrível!) e, claro o apfelstrudel, com chantilly fresco a vontade! Bom, a verdade é que gostei mesmo da torta de banana. Se eu já não tivesse rolando, comeria bem mais.
Depois de tudo isso, só uma xícara (ou uma garrafa) de café para ajudar a encontrar o caminho de casa.

Restaurante Família Von Strudel – Rod. Castelo Branco, saída km 75

, , , , , ,

Deixe um comentário

O dia dos namorados típico

Ah, o dia dos namorados… que data mais INFERNAL! Tudo bem, a gente não facilitou. Marcamos no Florina, um suíço no Campo Belo. Depois de mto trânsito e mta espera, sentamos… no bar vizinho, o Platz, de mesmo dono. Na verdade, os dois estavam tão lotados que o primeiro que vagasse mesa seria nossa opção. Como o entra-e-sai no bar estava maior, caímos lá mesmo. O lugar é pequeno e bonitinho. Demos sorte e pegamos uma mesa de canto.
De entrada, fomos de torradinhas (inhas mesmo) nos sabores cogumelo e queijo (R$ 18,00, com 10). Eram bem boas, principalmente as de cogumelo! Daí, claro, como 99% dos outros casais, pedimos fondue de queijo (R$ 62,00). Ai, olha, eu não tenho gosto apurado para fondues. Pra mim, todas têm gosto de queijo misturado com bebida forte. Só achei que esse queijo estava mais puxante que outros. Além disso, vinha acompanhada de um tipo de presunto cru e umas conservas de pepino e cebolinha.
Gostei do bar. Tava cheião e quente, mas topo voltar outro dia mais sussa. Só que ficaria nos petiscos.
O banheiro é engraçado. Vc olha pro teto e dá de cara com o Brad Pitt gigante. Agradável, né? Brad te admirando no vaso. Eu perguntei pro Arnaldo de quem era a foto no banheiro masculino e ele disse “não sei, acho que da Britney”. Achei esquisito, mas não pude checar.
Curti! Aliás, aquela região tem mtos barzinhos e restaurantes que parecem ser legais!
Dia dos namorados, a noite do cão que sempre se torna agradável! Ah, o amorrr, huahua!

PlatzR. Cristóvão Pereira, 1252 – Campo Belo

, ,

3 Comentários

Mito da Caverna

Daí que a Lu e o Carlão nos levaram para conhecer o tal do filé alpino do Caverna Bugre. Pela descrição, parecia agressivo: bife coberto com copa, catupiry, provolone e molho inglês da casa, tudo gratinado. Eu imaginei mega pedreiro. Aliás, eu visualizava tudo bem ogrão. Ficava associando o bife, com o nome “CAVERNA” + Teodoro Sampaio e só pensava no inferno. Mas vejam só…
O restaurante funciona desde 1950! É familiar, simples, pequeno e fica meio escondido na Teodoro, por isso é um pouco barulhento. O cardápio tb oferece algumas opções alemãs.
De entrada, pedimos croquetes de carne. O negócio derrete na boca. Não sei nem explicar direito! É perfeito.
O filé alpino chega bem bonito à mesa. A porção inteira serve 2 pessoas, acompanha arroz e custa uns R$ 41,00.
É sensacional! Ok, coisas gratinadas já me enchem os olhos, mas tudo nesse filé é bom. A carne é macia e a combinação dos outros ingredientes é perfeita. Eu poderia comer só a cobertura que já tava bom. Tanto é que comi toda a carne e deixei um pouco da cobertura pro final, hehe.
O filé é grande, mas não monstruoso como pensei. Tem tamanho na medida para ficar bem, não sair rolando. Para acompanhar, pedimos 2 porções de batatas coradas. Boas e bem servidas.
De sobremesa, fomos de apfelstrudel com chantilly e sorvete! Eu nem curto mto coisas folheadas, mas estava demais!
Agora fica um pouco mais fácil entender o pq de tanto sucesso. E tb entendo pq a Lu fica com “medo” de pedir outra coisa qdo vai lá. Se vc já experimentou e gostou, vai ficar com vontade só de ver o prato sendo servido nas outras mesas.
A conta, dividida em 4, deu uns R$ 40,00. Mega refeição. Adorei-i!

Caverna Bugre Rua Teodoro Sampaio, 334 – Pinheiros

,

2 Comentários

Almoçando em Munique

Ontem (quarta-feira) era dia de peixe no refeitório. Segundo meu colega André, isso é sinal de que é algum peixe meia-boca, porque nos dias de badejo eles escrevem badejo no cardápio. Some-se o entusiasmo de almoçar todos os dias no mesmo lugar, fomos comer fora. Paramos na Cervejaria Munique, no Shopping Center Norte.

Cervejaria Munique - Almoço Executivo

Como ninguém estava com estômago para dividir um Einsbein, ficamos no almoço executivo. Na verdade o que menos tinha era comida alemã. Só o Kassler e a Truta (peixe não!). Duas pedidas foram o Charque de Caruaru e o Lombo à Cubana (foto). Os pratos são de ogro – bem servidos e pesados. E chegou beeem rápido. Boa pedida pra quem tá com a lombriga desesperada. A comida era boa, mas nada de extraordinário. O ambiente é um pouco estranho, pois fica-se sentado no meio do corredor do shopping. É melhor ficar nas mesas internas.

Preço médio do almoço executivo com bebida: R$20. O charque não como mais, mas espero voltar pra outras coisas.

Bottom line: Executivo Ogro.

, , ,

1 comentário

%d blogueiros gostam disto: