Arquivo para categoria -Zona Oeste-

Hambúrguer no vapor? É isso mesmo?

Estava bem curiosa para conhecer o Vapor burger & beer e experimentar um hambúrguer feito no vapor. Segundo o site, tudo é feito no vapor, inclusive as entradas e sobremesas.
Fui de Nacho Burger (entrecôte, queijo da casa, molho de tomate picante, nachos no pão de cebola – R$ 28). Outros pedidos da mesa foram: Duxelle (entrecôte, sautée de cogumelos, queijo da casa, molho de cebola no pão de brioche – R$ 30) e Australiano (entrecôte, mix de queijos, agrião, relish de cebola no pão australiano – R$ 29).
pão de cebola, nachos, molho picante de tomate, queijo da casa, burger de entrecoteOlha, eu curti, mas não amei. Sinceramente, senti falta de um gosto de chapa ou de fumaça, haha. Mas além disso, achei que a carne ficou pouco suculenta. Não sei se é possível escolher o ponto da carne, pois não perguntaram. E, não sei explicar, mas a carne se desfazia em pedações. Talvez por consequência do modo como é feito, mas estranhei um pouco. O sabor ficou por conta dos ingredientes mesmo. A combinação em si estava boa e o queijo da casa é demais!
O tamanho é compacto, nada desmoronando ou escorrendo pelo prato, tanto que, por default, ele é entregue sem garfo e faca. Dá para manter a classe.
A Prez acertou na escolha. Achou o Duxelle ‘com gostão de carne mesmo, não esses hambúrgueres prensados que é carne com papelão’, hahaha. Tive que manter as palavras originais. Mas o que a conquistou mesmo foi a mistura de cogumelos.
A Tereza, que foi de Australiano, achou o hambúrguer bem saboroso, a carne sequinha e saborosa. Ponto para a cebola que acompanha o hambúrguer.
Bom, eu acho que dei azar ou meu negócio é a chapa suja mesmo, hahaha. Resumindo, valeu a visita para conhecer a técnica. Acho que vale uma segunda tentativa para experimentar outras opções.

Vapor burger & beerRua Fradique Coutinho, 1464 – Vila Madalena

Mais hambúrguer!
Seu Oswaldo
Butcher’s Market
210 Diner
Burguer 3

, , , ,

5 Comentários

210 Diner e o teste do Grubster

Na última quarta, Estelis e eu voltamos ao 210 Diner. Dessa vez, aproveitamos para testar o sistema de reservas do Grubster.
O Grubster promete 30% de desconto no total da conta por meio de reserva feita no site a R$ 10,00, independente do número de pessoas que vão.
A ideia era fazer reserva no Becco 388, mas não conseguimos. Os dias apareciam livres, mas, ao clicar na data de preferência, surgia uma mensagem de data/hora indisponíveis. Enfim, acho que estava com pau, então, trocamos pelo 210 Diner.
O sistema é bem intuitivo, vc se cadastra, escolhe um dos restaurantes da lista, seleciona dia, horário, número de pessoas, paga os R$ 10,00 e pronto. Não tem as pegadinhas e todas aquelas limitações dos cupons de desconto.
O lugar estava vazio quando chegamos, um pouco antes do horário reservado (20h30). Só avisamos sobre a reserva no site e fomos encaminhadas para uma mesa.
Estela foi de Mac and Cheese (R$ 27,00), que não tinha na nossa última visita e eu pedi uma das sugestões da casa, Carré suíno acompanhado de purê de batata e ervilha torta (R$ 39,00).
Gostei bastante do meu prato, carne macia, um pouco salgada, mas muito saborosa. O purê estava ótimo, com pedacinhos de cebola, bem temperado!
Além disso, foram 1 refrigerante, 2 cervejas, 1 waffle com sorvete e 1 café.
Como prometido pelo Grubster, tivemos um abatimento de 30% do total da conta. Sem nervo (não estávamos botando muita fé), sem constrangimento, sem cupons.
Acho que vale muitíssimo a pena!

210 DinerR. Pará, 210 – Higienópolis

Mais da cozinha americana:
Butcher’s Market
St. Louis

PJ Clarke’s
Well’s American Diner 

, , , , , , , ,

7 Comentários

Um lugar especializado em bruschettas

Aproveitamos a emenda do feriado para conhecer a Prima Bruschetteria. A especialidade da casa são as bruschettas, apesar de também servirem massas, risotos e saladas.
O lugar é bem simpático, um clima de barzinho, com cardápio de restaurante. 
O preço das bruschettas varia de R$ 5,7 (pomodoro) a 23,00 (de foie gras).
Para começar, pedimos bruschettas de brie com mel e nozes (R$ 9,7) e de burrata, pesto de rúcula e tomate cereja (R$ 9,2).
A de burrata não surpreendeu muito não. A de brie é uma delícia, apesar de que não tem como ser ruim, né? É uma combinação sem erros.
Para fechar, pedimos de calabresa em molho picante (R$ 8,7) e ragu bolognese tradizionale (R$ 7,9). Gostei tanto da de ragu. Parece uma carne louca elaborada, haha. A de calabresa também é gostosa. Fomos mais felizes nessa segunda rodada.
Bom, eu comi 3 unidades e fiquei bem. Dava para comer mais, tipo a de mortadela e a de azeitonas, haha, mas parei por aí.
Gosto bastante de bruschetta, então sou suspeita para falar. Achei tudo bem gostoso: pãozinho crocante, gostinho leve de alho, cobertura farta.
O atendimento é ótimo, muito atencioso e simpático, fora que as bruschettas chegam bem rápido.
Opção perfeita para aqueles dias em que vc está a fim apenas de comidinhas.

Prima Bruschetteria – R. Aspicuelta, 471 – Vila Madalena

Experimente também as bruschettas desses lugares:
Mezzo Giorno
Don’Ana
Insalata
Di Salerno 

, , , ,

1 comentário

Post rápido: waffle belga em São Paulo

Em mais uma visita ao Saj, aproveitamos para conhecer o Opakee Belgian Waffles, que fica ali pertinho.
O lugar é beeem pequeno, mas pelo que li por aí (sim, pq eu não me toquei disso qdo estava lá), vc pode fazer o pedido da calçada e sair andando (tem um balcão aberto para a rua), bem no estilo que Samuel havia falado aqui.
Logo que entrei, senti o cheirinho do waffle assado. Tão gostosooo.
Arnaldo e eu dividimos um Mont Blanc, waffle com sorvete de creme, chantilly e cobertura de chocolate… belga (dã, hahah).
Delícia, mas o que me agradou mesmo foi a massinha do waffle. Tem uma casquinha crocante por fora e é bem leve por dentro, diferente dos waffles que eu já havia comido, mais massudões. Se fosse só a massa já seria bom.
Fui mané, esqueci de tirar foto de tanta empolgação para comer.
No cardápio, há opções salgadas tb. Deve ser gostoso, acho que a massa é a mesma pra waffle salgado e doce.
Para acompanhar, pedimos 2 cafés. Total da conta: uns R$ 23,00.
Pena que fica longe para eu ir sempre, mas recomendo bastante! Aliás, na saída, ganhei um cartãozinho fidelidade: com 10 carimbos, vc ganha um waffle.

Opakee Belgian WafflesR. Wisard, 396 – Vila Madalena

Mais waffles:
Novidade no shopping: Crepes & Waffles
Homenagem ao Pibu’s!
Duas ótimas opções de café da manhã

, , , , , , , ,

9 Comentários

Lugar de menina: Las Chicas

Dia desses, Estelis e eu fomos ao Las Chicas. O restaurante ocupa a garagem de uma casa, tem decoração bem bonitinha, um ambiente típico de menina.
O lugar é pequeno e apertado. Rola até uma preguiça de levantar e andar entre as mesas. Além disso, é bem barulhento. No fundo do restaurante, há, ainda, algumas louças, aventais e objetos decorativos fofos à venda.
Estelis foi de massa ao pesto e eu pedi o risoto do dia, camarão com morangos. O arroz estava bem gostoso, apesar de achar a porção pequena, haha. Estava cremoso, tinha uma quantidade razoável de camarões.
De sobremesa, pedi o pavê Las Chicas, de chocolate branco e doce de leite. Olha, para mim, foi o ponto alto da noite. Gostei muito mesmo. Tinha tudo para ser mega doce, né? Mas não, rola uma química entre o chocolate e o doce de leite que dá muito certo e deixa a sobremesa suave.
Aliás, a vitrine de doces é cheia de coisa boa. O que tb nos chamou a atenção foram as entradinhas que vimos sendo servidas nas outras mesas. Talvez sejam mais acertadas que os pratos.
O total da mesa foi uns R$ 150,00, com 2 cervejas e um suco de tangerina. Achamos caro pelo que foi servido.
Resumindo, é um bom lugar para encontrar as amigas (não ogras e não famintas) e ficar conversando, mas tem que gritar um pouco para ser ouvida. O atendimento é legal e as sobremesas são de babar.

Las ChicasR. Oscar Freire, 1607 – Pinheiros

Mais diversão com as amigas:
Vila das Meninas
Paris 6
MyNY Bar
Bottega Bottagallo 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

,

2 Comentários

Festival de sopas do Ceasa

Na semana passada, Arnaldo e eu fomos ao Ceagesp conferir o festival de sopas que está rolando por lá.
O lugar estava lotadíssimo, tinha até espera com senha! Se chegar com fome e precisar esperar, não tem problema: há uma mesa de antepastos cobrados por quilo com patês diversos, berinjela, queijos de vários tipos, frios, alcachofra, pães.
Por R$ 19,00, dá para se fartar com 5 sabores de sopas. A cada semana, o cardápio muda, sendo que a “famosa sopa de cebola do Ceasa” é fixa no menu. Vale a pena conferir o cardápio antes de ir.
Na quinta em que fomos, havia sopa de cebola normal e gratinada, minestrone, creme de palmito e sopa de couve-flor com queijo roquefort.
A sopa de cebola estava gostosa, mas curti mesmo a minestrone, com feijão branco, carne desfiada e legumes. O creme de palmito e a sopa de couve-flor prometiam, mas estavam com gosto de queimado, talvez por causa do panelão em que foram feitos.
De sobremesa (não inclusa), pedi um bolo Suflair que estava muito bom! Tanto que levei outro pedaço para casa! Bolo de chocolate beeem preto, recheado de mousse, doce na medida.
Apesar de super cheio, não tivemos problemas para pedir bebidas ou nos servir. A reposição das sopas estava a todo vapor.
O festival rola de quarta a sábado, até 27/08, então tem bastante tempo para ir. Acho que vale muito a pena, apesar de que a conta pode bater os R$ 50,00 fácil se a refeição for completa (antepasto, bebida, sobremesa e café).
Aceitam cartão.

CeagespAv. Dr. Gastão Vidigal, 1946 – Vila Leopoldina
O restaurante está montado no antigo prédio da Nossa Caixa – entrada pelo portão 3

Mais sopa para aquecer o inverno recém-chegado:
Dona Deôla
Família Mineira
Sopa de cebola do Ceasa

, , , , , , ,

3 Comentários

Voltando… com o Vila das Meninas!

Depois de um breve sumiço, volto para escrever sobre o Vila das Meninas. Se não fosse pelo Gastrolândia, dificilmente iria conhecer o lugar, já que fica escondidinho em um bairro que pouco visito.
A entrada é bem agradável, um longo corredor que leva a um restaurante fofo.
Tudo é muito bem cuidado. Da decoração da mesa à água e entradinha cortesias (chamada de mimo!). Na noite em que fui, era filé mignon sobre cogumelos. Uma delícia.
A comida demora um pouco para chegar. Se quiser, aproveite e peça uma das entradinhas. Fomos de Pastel de Angu. Super sequinho, crocante e gostoso. 
O atendimento é mega simpático, do começo ao fim da refeição. É um clima tão acolhedor que vc tem a impressão de estar jantando na casa de amigos. O lugar é apertadinho, bom para conversar. As mesas são próximas, mas a conversa da mesa alheia não invade a sua.
Pedi o Peixe ao forno com banana e adorei. O prato chega pelando, com o peixe gratinado. É uma mistura boa de sabores. Leite de coco, banana, molho de tomate.
Daí, vc pensa, lugar meigo, de menininha… vou passar fome, né? Que nada! Achei tudo muito bem servido!
De sobremesa, dividimos o Surpresa de brigadeiro. São várias surpresinhas (frutas, castanhas etc) que podem ser mergulhadas em um montão de brigadeiro. Achei bem doce e as frutinhas poderiam ser cortadas em tamanho maior, mesmo assim era impossível parar de comer.
Fiz reserva, então não tive que esperar por mesa, mas a casa enche rapidamente (pelo menos a noite).
Gostei de verdade. Saí de lá já pensando na próxima visita e o que eu iria pedir, hehe.
Valor da conta: aproximadamente R$ 70 por pessoa, com entrada, prato principal, bebida, sobremesa e café (estávamos em 3).

Vila das MeninasR. Padre Carvalho, 139 – Pinheiros

, , ,

3 Comentários

%d blogueiros gostam disto: