Posts Marcados chá

Vai um chazinho aí?

Em outra visita ao Itigo Sake House, aproveitei para conhecer o Tea Connection, que fica na mesma rua.
Eu não sou mega fã de chás. Na verdade, não conheço muito, além dos comuns que vemos por aí. Mas, o lugar pareceu uma boa opção para fechar a refeição.
Nessa primeira visita, Arnaldo e eu pedimos 2 chás, mas depois de ver o bule, achamos que 1 só era suficiente para nós. Cada bebida veio com uma ampulheta e a atendente orientou quanto tempo deveríamos esperar pela infusão.
Para acompanhar, pedimos um cheesecake de frutas vermelhas. Gente, que delícia. Lindo, doce na medida, cheio de frutas, gostinho suave de limão.
Gostamos tanto que em menos de um mês voltamos ao local somente para isso. Nessa segunda vez, tb pedimos a Chocotorta que é bem gostosa, mas não bate o cheesecake. No começo é gostoso, mas depois vai ficando doce demais (tem doce de leite tb). Só desceu com café (sim, tb tem café na casa de chá, dã).
Na terceira visita, fui jantar com a Estela. Pedimos 2 sanduíches, um de frango e outro de filé (R$ 28,00 cada). Nada excepcional, só lembro que a cebola que vinha no recheio dos 2 sanduíches estava doce além da conta.
Para beber, pedimos iced tea, um de green melon e outro de laranja (R$ 7,50). Vinha com um iceberg de gelo, haha. Nem curti. Achei que tinha gosto de nada.
De sobremesa, quis variar e pedi a torta de limão. Não é ruim, mas não supera o cheesecake, definitivamente.
É isso. Gostei bastante do lugar. É uma boa opção para comidinhas, apesar de também servirem refeições.
Aquilo vive cheio! Nunca pensei que uma casa de chás faria tanto sucesso aqui!

Mais sobre chás no Tô com fome:
Chá Árabe Dançante 
Wong Lo Kat, o misterioso chá chinês
Off Topic – Bebidas

, , , , , ,

2 Comentários

Habeb, meu amigo

Hoje encontrei um lugarzinho bem bacana, o El Habeb. Eu não dei muito valor, de tão pequeno. Dentro tinha dois balcões e, na calçada, três mesas pequenas. Mas, abrindo o cardápio, começou a ficar interessante. Seleção de comidas árabes, com destaque para pratos rápidos, principalmente “os sanduíches”, feitos com pão árabe, enrolados com a aparência de um wrap.

chawarma

Pedimos um sanduíche de chawarma de carne, razoavelmente bom, e um de falafel, fantástico. Para aniquilar a gula, um quibe à moda, com cebola, hortelã, salsinha e cebolinha. Estava bom, mas tinha hortelã em exagero. Aliás, tudo tinha hortelã, o que dá um gosto peculiar à comida.

falafel

quibe

Para beber, um interessantíssimo suco de limão com águas de rosas, muito gostoso e com notas finais de… rosas! A dona também me trouxe um chá verde especial, com folhas de uma planta árabe impronunciável; era super amargo, mas gostei bastante.

suco de limão e rosas

Infelizmente não havia nem o chawarma de cordeiro (ouvi dizer que está em falta no mercado, mas não tenho certeza), mais tradicional, nem a esfiha disponível, apesar de ambos estarem no cardápio, e a comida demorou um pouco. Para compensar, o atendimento foi super simpático. Até rolou aula de história sobre o falafel, originário da região da Palestina.

chá

Os sanduíches custam na faixa de R$10. Conta total foi R$33 para duas pessoas.

Endereço: Esquina da Domingos de Moraes com a Eça de Queiroz – Paraíso – Tel: 5084-0797

, , , , , , , , ,

2 Comentários

Dicas de inverno

O frio realmente se instalou (nossa, demorou pra notar, hein?). Quer dizer, em SP faz frio, calor, depois chove. Daí que o TÔ COM FOME separou algumas dicas que combinam com o inverno e ajudam a enfrentar o friozinho de maneira muito mais agradável: com a barriga cheia.

Sukiyaki do Sukiyaki House
Fondue no Platz e no BarBolla
Chá no Khan el Khalili
Hot pot do China Lake
Lámen do Lamen Kazu
Churrasco coreano no Korea House e no BiCol
Soba do Sobaria
Pratos com curry no Thaï GardensGanesh e Govinda

, , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Chá Árabe Dançante

Já tinha ouvido falar bastante do Khan el Khalili, a tal casa de chá egípcia na Vila Mariana, que oferece aulas de dança do ventre. Parece que o lugar é uma referência do universo árabe.

Chá ÁrabeO esquema do lugar é meio estilo chá colonial. Começa escolhendo o chá ou café de preferência (pra tomar à vontade). Em seguida chegam as comidas. Diversos tipos de pães com patês, queijos (opcional), salgados (esfiha, quibe, coxinha etc.) e uma infinidade de doces. Me matei de comer, mas ao final fiquei com a sensação de que não tinha comido nada de especial. Mesmo porque, ficou faltando o prato principal. E por quase 40 reais? Sem falar que não parecia culinária 100% árabe. Começando pelos pães e patês ao meu ver não típicos, passando por salgados como a coxinha e doces como o quindim. Parece que eles abrasileiraram o cardápio.

Por outro lado, de tempos em tempos, aparecem as dançarinas de dança do Dança do Ventreventre para nos alegrar. Na sexta são cinco, cada uma com sua beleza e estilo. E elas dançam ali mesmo, do teu lado, no espaço entre as mesas. Realmente me senti num harém. Mas as mulheres gostam também, né? Além das que estavam sentadas na minha mesa, haviam muito casais no lugar. Nessas horas a música fica no último volume e não dá muito pra conversar (se bem que é difícil querer fazer outra coisa além de assistir a dança).

Ficamos no ambiente com mesas, mas ao final da noite fomos convidados a assistir o último show em outra sala com almofadas no chão e mesas baixas. É um ambiente mais confortável e intimista. Só ficou faltando o arguile, que não pedimos, para completar o clima.

Total da conta foi R$50. Vá se você realmente quer assistir o show e conhecer o lugar. Pela comida, mais vale ir na padaria mais próxima de casa. Me disseram no caixa que aos domingos dá pra ir só pra assistir o show. No site dá a entender que é de terças a domingos, então é melhor ligar para confirmar.

Curiosidade
Khan el Khalili é o nome do maior e mais famoso mercado de Cairo, com mais de mil anos de história e pechincha.

Endereço: Rua Dr José de Queiroz Aranha 320, Vila Mariana – Tel: 5575-6647 / 5549-7989

Leia também:

Comida árabe sem fim
Mais esfihas!
Descobrindo Perdizes
Esfihas mágicas

, , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Mimatsu muda e vira New Mimatsu!

O restaurante Mimatsu na liberdade era um daqueles lugares que a comida era boa, mas a casa era tão feinha, os móveis tão antigos que dava a impressão de ser meio sujo. Aí, consequentemente, a nossa frequência no restaurante não era muito constante. 

No fim de semana passado, para minha surpresa, o restaurante mudou para a casa vizinha e nada além da comida te lembra o lugar pequenino e escuro do passado. O salão ficou amplo, móveis novos, e casa cheia! E o nome virou New Mimatsu.

Recomendadíssimo! Agora ficou bom, bonito e barato!
Leia o nosso post anterior para saber sobre a comida: Japa Ogro da Floresta (que agora não é mais ogro).

Endereço: R. Galvão Bueno, 475 – Liberdade

, , , , , , , , , , , , , ,

1 comentário

Wong Lo Kat, o misterioso chá chinês

cha chines

Se você é um frequentador assíduo dos restaurantes chineses da liberdade, você já deve ter visto essa latinha vermelha nas geladeiras ou nas mesas alheias. A curiosidade bateu, mas você nunca teve coragem de pedir, seja pelo medo do gosto bizarro que possa conter dentro dessa latinha, seja pela vergonha de pedir algo que você nem sabe do que se trata? 
Pois é minha gente, a misteriosa latinha vermelha na verdade é um chá gelado chinês. O gosto lembra muito um mate leão beeeeem doce. Eu não gostei muito não. 
A latinha custa em torno de 3 reais. É uma opção boa p/ os adoradores de chás gelados ou para os que torcem o nariz p/ os chás quentes que normalmente são servidos de graça.
Curiosidade: Porquê será que toda lata de bebida chinesa têm o fundo pesado? É para a lata não sair voando nos dias de piqueniques na ventania das montanhas chinesas? Vai saber… 
Experimenta!

Chinese Iced Tea

 Se você é um frequentador assíduo dos restaurantes chineses da liberdade, você já deve ter visto essa latinha vermelha nas geladeiras ou nas mesas alheias. A curiosidade bateu, mas você nunca teve coragem de pedir, seja pelo medo do gosto bizarro que possa conter dentro dessa latinha, seja pela vergonha de pedir algo que você nem sabe do que se trata? 

Pois é minha gente, a misteriosa latinha vermelha na verdade é um chá gelado chinês chamado Wong Lo Kat. O gosto lembra muito um mate leão beeeeem doce. Eu não gostei muito não. Mas, como todo produto Herbal chinês, algum bem deve fazer. 

A latinha custa em torno de 3 reais. É uma opção boa p/ os adoradores de chás gelados ou para os que torcem o nariz p/ os chás quentes que normalmente são servidos de graça.

Curiosidade: Porquê será que toda lata de bebida chinesa têm o fundo pesado? É para a lata não sair voando nos dias de piqueniques na ventania das montanhas chinesas? Vai saber… 

Experimenta!

Onde comprar: Mercearias chinesas da praça da Liberdade.

Mais bebidas diferentes:
Off Topic – Bebidas

, , , , , , ,

7 Comentários

Chi… Fu!

E no sábado, fomos ao Chi Fu. É a visão do inferno, mas vale a visita. Primeiro pq vc está na Liberdade. Segundo, vai (tentar) falar com um chinês que grita “flango cully”. Terceiro, vai comer muito e gastar pouco. Quarto, pq vc pode experimentar coisas diferentes. E por aí vai.
Pois bem, estávamos em 6 e sentamos nos fundos do restaurante. Bom, além da concentração de chineses loucos e gritões, o lugar parecia um fumódromo. E nesse ambiente circulavam crianças, garçons, carrinhos de bebê, cozinheiros. Além disso, volta e meia, funcionários surgiam de uma porta carregando acelga, caixas de cerveja etc.
Apesar da cara fechada, a moça que nos atendeu foi bastante simpática. Pedimos wonton (pastelzinho frito), yakisoba, frango com curry e chop suey. Pois é, fomos bastante conservadores.
Tudo estava bom. Ok, nada fora do normal, já que pedimos coisas comuns. Os legumes vêm cortados de maneira bem grosseira. Particularmente, gostei muito do arroz, que tinha até uns bacons, haha.
Bom, não espere regras no Chi Fu. Sim, pq nosso arroz chegou antes de tudo e ficou um bom tempo sozinho na mesa, huaha.
Não se atente à (falta de) beleza do lugar (meu, vc está em um chinês da Liberdade!). A comida é boa, barata, farta e o ambiente é engraçado/sujinho.
Desembolsamos R$ 14,00 cada um! Muito honesto! E, de sobremesa, eles ainda dão MELANCIA!
No sábado a noite, o lugar estava bem cheio! Tivemos que esperar, mas logo sentamos, orientados pela dona braba.
Não aceitam cartão, apenas dinheiro ou cheque.

Chi FuPraça Carlos Gomes, 168 – Liberdade

Mais comida chinesa:
Chi Fu Grandão!
Comida chinesa fora da Liberdade

Chinês Top 1 2008, até o momento.

Guioza, cadê vc? Eu vim aqui só pra te comer!

Quadrado mágico da Liberdade

Chines limpo, bonito e barato! Existe!

Chineses: Chique VS Chique

, , , , , , , , ,

2 Comentários

%d blogueiros gostam disto: