Posts Marcados chines

Restaurante Tenko: Simples e bom!

Este deve ser um dos primeiros restaurantes que eu conheci em SP, ainda criancinha. Minha mãe não gosta de lá, acha a comida meio grosseira. Sim, está longe de ser refinado, mas eu gosto do sabor simples e bom. É um chinês para almocos rápidos, uma refeição sem frescura e sem surpresas, mas que enche a barriga.

O Tenko existe desde sempre, numa portinha minúscula na Rua dos Estudantes, lá na Liberdade. Frequentado basicamente por Chineses, mas não sei como, caiu no gosto dos Coreanos. Acho que foi o Tchanpon, um lamen de frutos do mar que eu nem gosto, mas que entrou no coração dos koreaninhos. E assim, foi aberto uma 2a filial no Bom Retiro:

Simples porém limpinho. E os garçons são brasileiros, que já facilita a vida dos não chinas. O ambiente do da Liba já é mais apertadinho e antigo.

Entradinhas favoritas:


Kimchi, verduras apimentadas em conserva. Amo!


Músculo bovino com coentro e cebolinhas. Já estou até imaginando a cara feia que 99% das pessoas que estão lendo este post fizeram.


Eu chamo isso de nabo radioativo devido à cor. E do lado são cebolas cruas cortadinhas. Molho preto = Missô.

Pratos principais:


Gyoza cozido. Eu gosto muito dessa versão, que é só cozida na água, sem fritar nem nada.


Praticamente uma montanha de Bifum, um dos pratos mais populares da casa.

E se você é fã de pimenta, não deixe de provar a pimenta da casa, que é um espetáculo. E lá também tem a sopa apimentada com vinagre, que eu adoro.

Tudo isso dá pra umas 3 pessoas comerem com folga, e a conta final deve dar por volta de 50  a 60 reais. Um almoço barato e bom!

Endereços: R. Dos Estudantes 144 – LiberdadeR. Silva Pinto, 403 – Bom Retiro

Anúncios

, , , , ,

14 Comentários

Encontrinho dos amigos gordos no Jardim Meio Hectare

Semana passada fizemos um encontrinho dos blogs gordos. A gente não conhecia Batata e Pepino e nem Comidinhas bacaninhas ao vivo.
E como o Bitchori, é o amigo do mundo real em comum dos blogs, resolvemos combinar esse blind date dos blogs.
Contamos tb com a presença da @ayagui e os 2 non-bloggers @clauk e Feijão.
O restaurante escolhido foi o restaurante chines Jardim Meio Hectare, um chinês pedreiro na liberdade, que a gente até já postou uma vez:
Eu ainda gosto de lá, mas já passou um pouco o encanto. Mas foi bom, pq estávamos em 11 pessoas, então deu pra pedir vááários pratos diferentes! A Batata já fez o post lá no blog deles. Confira aqui!

, , ,

7 Comentários

Rong He, o chinês mestre das massas

Fazia tempo que eu estava prometendo uma ida ao Rong He com a Jussa e finalmente saiu!

Eu sou uma chinesa meio fajuta. Não sou muito fã de arroz, mas gosto de praticamente todos os pratos de massa chinesas. Então quando abriu o Rong He, eu fiquei bem feliz e passei a frequentar a casa quase que a cada 15 dias. Agora já passou um pouco o encanto, mas não deixa de ser bom. Os pratos servidos lá normalmente não são servidos nos demais restaurantes chineses aqui de SP, que podem ter um ou outro prato, mas nunca tanta opção de massas, concentrada assim num só lugar.

Tirando o Chi-Fu, ele deve ser um dos restaurantes mais populares entre os non-chinas. A grande sacada da casa é que eles colocaram um Chef chinês na vitrine fazendo demonstração da arte milenar do macarrão. E isso rendeu um milhão de matérias, posts em blogs, etc. E realmente é legalzinho, ainda mais para as crianças. Os pequeninos adoram e ficam colados no vidro assistindo o moço. Ele que não deve ser a pessoa mais feliz do mundo.

O macarrão que é feito na hora pelo mestre da virtrine, não é exatamente meu prato predileto. Eu não sou fã de macarrão gordinho e também a maioria dos pratos com o macarrão são aqueles ensopados, tipo um udon japonês, mas com outros ingredientes. Ou então, você pode pedir o yakissoba, que já me disseram que é muito bom, mas eu me recuso a pedir yakissoba num restaurante. Mas se você gosta, vai em frente. O legal é que o macarrão é meio infinito, então junto com o prato, eles trazem uma tesoura para você ir cortando o macarrãozinho na hora de se servir.

Agora vamos ao nosso pedido!

Entrada: Porçãozinha de alga com leguminhos, temperado com alho e shoyu. Muito bom e custa R$ 7,00.

IMG_0984

Gyoza: A porção custa R$ 14,00 e tem a opção de carne bovina ou suína (que é melhor). Ah, se você está esperando um gyoza daqueles bem fritos que parece até um pastel, não vá. Lá ele é cozido e depois frito na chapa, só o fundinho.

IMG_0985

Trouxinhas a vapor: A massa é bem fininha e os recheios são variados. Alguns são de arroz com carne, alguns só de carne ou de camarão. Nós pedimos 1 porção de camarão e outra de carne suína. Cada porção também custa por volta de R$ 14,00.

IMG_0988

Pizza recheada com carne bovina: Ok, esse nome é meio esquisito, mas acho que é como estava escrito no cardápio. É o meu prato preferido disparado do restaurante e talvez esteja entre os top 10 massas da vida! A massa é meio sequinha, até lembra um pouco esfiha, mas ele vem com gergelim. O recheio de carne é temperadinho e bem gostoso. Nham, me deu até fome. Preço? Também uns R$ 14,00.

IMG_0991

E pra fechar, de sobremesa pedimos macarrãozinho bem fininho frito com gergelim, e você polvilha açucar, canela e mel em cima. Muito bom, mas nada impressionante. Eu nunca tinha visto esse doce na minha vida.

IMG_0994

Bom, estávamos em 4 pessoas e foi meio over de comida, mas mesmo assim comemos tudo e saímos de lá rolando. Saiu R$ 28,00 por cabeça. Baratinho né? Mas isso é até meio caro em restaurante chinês. Normalmente a média é uns R$ 20,00 por cabeça. O segredo p/ comer bem e sair feliz de um restaurante chinês é a qtde de amigos que você tem. Qto mais gente, mais opções diferentes você pode pedir e mais barato ficará. Afinal de contas, em restaurante chinês você nunca pede um prato só p/ você. É tudo na base no sharing no centro da mesa.

O atendimento é feito por brasileiros, então não fique com aquele medo dos chineses que não falam português e que são nada simpáticos. O lugar é simples, mas é bonitinho e limpinho. Não se esqueça de levar dinheiro. Cartões, somente o visaelectron. Nem cheque eles aceitam.

Curiosidade: O Arnaldis, namorado da Jussum, teve um surto alérgico a sabe deus o quê e passou o dia seguinte inteiro se coçando. heheheh. Nós 3 não tivemos nada.
Ah! E parece que no fds o cardápio sofre um acréscimo de x porcento (não lembro)! Sensacionais os chineisinhos. huahuahua

Endereço: Rua da Glória, 622-A – Liberdade.

Mais restaurantes chineses na liberdade:
Chi… Fu!Chi Fu Grandão!
Chinês Top 1 2008, até o momento.
Chines limpo, bonito e barato! Existe!
Chineses: Chique VS Chique

, , , , , , , , ,

9 Comentários

%d blogueiros gostam disto: